AccorHotels promove reflorestamentos na Serra da Canastra, em Minas Gerais

Funcionários e mídia são convidados a conhecer de perto o programa de reflorestamento do grupo AccorHotels, na Serra da Canastra, fruto do reuso de toalhas nos hotéis da rede

A AccorHotels é uma rede de hospedagens com unidades em vários países e está envolvida em ações para minimizar o aquecimento climático e restaurar ecossistemas frágeis com o plantio de espécies nativas. Essas ações são possíveis graças ao trabalho de funcionários, principalmente das camareiras, que conscientizam e incentivam os hóspedes a reutilizar as tolhas por mais de um dia. 

Para fazer jus a essa responsabilidade socioambiental criou o projeto Plant for the Planet no Brasil*, que também financia o plantio de milhões de árvores em outras regiões da Austrália, Estados Unidos, Indonésia, Romênia, Senegal e Tailândia com a mesma pegada de economizar água e energia ao reutilizar toalhas. 

Áreas que merecem intervenções são identificadas pela Pur Project

A AccorHotels tem parceria com a global Pur Project para identificar as áreas beneficiadas, avaliar as possíveis áreas de reflorestamento e futuros parceiros locais. Na definição da escolha do local, fatores como a capacidade produtiva de mudas e de plantio, o impacto ambiental e social e a necessidade de reflorestamento são considerados essenciais.

No Brasil, em Minas Gerais, o local escolhida pelo projeto para os plantios foi a Serra da Canastra, pertencente à Bacia do Rio São Francisco. Nos últimos oito anos, a região da Canastra ganhou  reflorestamentos em muitas áreas degradadas, nascentes sem proteção das matas e cursos de águas com ciliares deficientes.

Na imagem, a nascente beneficiada com cercamento e plantio de mudas nativas.

Profissionais da rede AccorHotels colocaram as mãos na terra para plantar

O projeto Plant for the Planet foi iniciado em 19 de setembro de 2009, às margens do Rio São Francisco, na Fazenda Limeira, antiga área de garimpo de diamantes.

Nas palavras da vice-presidente de comunicação e de responsabilidade social da AccorHotels, Antonietta Varlese, ao longo desses anos foram plantadas 530 mil árvores, em 313 hectares de terras: o equivalente a 418 campos de futebol; 223 nascentes foram recuperadas. A preparação das mudas e o plantio são executados pela ONG Nordesta, que cumpre ações de reflorestamento e também de educação ambiental.

Neste 2017, o plantio inicial de 400 mudas foi realizado na fazenda Boca da Mata, de propriedade do Sr. Antônio Francisco da Silva, localizada em Arcos/MG, numa área de nascente que até pouco tempo era pisoteada por gado e corria o risco de secar. Antes do plantio a área foi delimitada e cercada com mourões e arame. O engenheiro florestal, Clayton Magela, da Nordesta, disse que a área pode ser recuperada em dois anos. Essa foi a primeira etapa de plantio na fazenda que será beneficiada com outras ações de reflorestamento. 

Na sede da Nordesta, explicações sobre compostagem, quebra de dormência das sementes e incentivo para hortas orgânicas, mesmo em locais pequenos

Os viveiros da Nordesta são muito bem organizados, com irrigação controlada, e as diversas espécies de mudas apresentam excelente aspecto para reflorestamentos

Diversão, lazer e conhecimento marcaram a viagem à Canastra

A viagem à Serra da Canastra é realizada a cada ano para as áreas de reflorestamento, com governantas, camareiras, supervisores e outros profissionais da AccorHotels de várias cidades do Brasil e, neste ano, contou com uma representante do Chile.

O evento proporciona aos funcionários participar efetivamente das ações de plantio nas áreas escolhidas, em continuidade ao trabalho de conscientização iniciado nos hotéis da rede para os clientes preservar as toalhas e não trocá-las todos os dias.

Em depoimentos, algumas camareiras e governantas disseram que perceberam, na prática, o significado e a importância do trabalho delas de convencer os clientes a reutilizar as toalhas. Outras, confirmaram jamais terem saído das cidades de origem e a viagem, com direito a três dias de hospedagem no Engenho da Serra, em Capitólio, passeio de chalana no Lago de Furnas e a jantares em bons restaurantes foram dias de conhecimento e lazer que elas dificilmente teriam condições financeiras para realizar – jamais vão esquecer!

* O Plant for the Planet é uma iniciativa do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente por meio de uma campanha para o plantio de um bilhão de árvores no planeta.

A chalana levou o grupo até os cânions

Colete e espaguete para garantir segurança

"Dentro de uma simples e minúscula semente se encerram uma árvore inteira, passarinhos, abelhas, gosto de fruta madura, riso de criança, borboletas, sombra, minhocas e mais sementes" - Fabiana Peneireiro